O deputado federal Marcelo Calero protocolou, nesta terça-feira (18/02) o Projeto de Lei 376/2020, que inscreve o jornalista e escritor brasileiro Afonso Henriques de Lima Barreto, mais conhecido como Lima Barreto, no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria - que se encontra no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

   De acordo com o PL, “sempre é tempo de revisitar a genialidade de Lima Barreto e sua literatura "militante" e o caráter mordaz de suas críticas sociais e políticas. O exercício é especialmente interessante no contexto da crise ética e moral sem precedentes que vivemos em nosso país”.

   Além disso, ainda segundo o projeto de lei, “a literatura de Afonso Henriques de Lima Barreto deu visibilidade à população afrodescendente, aos doentes mentais, aos suburbanos, aos pobres e desvalidos. Denunciou mecanismos de exclusão, apontou práticas discriminatórias, mas também promoveu o trabalho, os afetos, as alegrias, a capacidade intelectual e a criatividade de uma importante parte da sociedade que era invisível para a elite brasileira, carente de representação nas artes, apartada dos salões, dos jornais, dos teatros e das tertúlias literárias”.

“É de suma relevância a história de Lima Barreto como escritor e como intérprete do Brasil ser reconhecida de diversas formas. E uma delas é a inscrição do seu nome no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria”, afirmou Calero.

Confira a íntegra do projeto de lei:

- PL 376/2020: inscreve o nome de Afonso Henriques de Lima Barreto no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria Inscreve o nome de Afonso Henriques de Lima Barreto no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria.

Calero protocola projeto de lei que inscreve o jornalista Lima Barreto no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria

Afonso Henriques de Lima Barreto também foi um reconhecido escritor brasileiro. Sua literatura deu visibilidade à população afrodescendente, aos doentes mentais, aos suburbanos e aos pobres

02 de março de 2020

Logo Marcelo Calero