O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania) presidiu, nesta segunda-feira (21/09), uma reunião virtual técnica para debater sobre a situação atual da Agência Nacional do Cinema (Ancine) - responsável pela regulação das atividades do setor audiovisual e do cinema brasileiros.

 

   Na reunião, denominada Agência Nacional do Cinema – desafios e oportunidades do Audiovisual, estiveram presentes a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ); o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria Audiovisual, Leonardo Edde; o coordenador da Frente Parlamentar em Defesa do Cinema e do Audiovisual Brasileiros, deputado Tadeu Alencar (PSB-PE); o procurador da República Sergio Suiama; o deputado Paulo Teixeira (PT-SP); a presidente da Comissão de Cultura em 2019, a deputada Benedita da Silva (PT-RJ); o produtor do Brasil Audiovisual Independente (Brasvi), Marcio Yatsuda; o superintendente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, Paulo Cesar Starke Junior; a representante do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Cinematográfica e do Audiovisual (Sindcine), Sonia Santana; e a diretora da Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte e Nordeste (Conne),Vânia Lima

 

   Calero lamentou a ausência do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, e do diretor-presidente interino da Ancine, Alex Braga, que nem enviaram representantes para o debate. Para o deputado, a atitude de ambos é um descaso com a atividade fiscalizatória do Parlamento. “Gostaria de agradecer a todos que atenderam o nosso chamado, e infelizmente, mais uma vez, o ministro do Turismo, responsável pelas autarquias do setor Cultural, não compareceu. E acho uma lástima porque o ministro é deputado federal e sabe a importância da atividade fiscalizatória do Parlamento brasileiro. Essa é a segunda reunião técnica que ele não comparece nem mandou representante. O mesmo aconteceu com o diretor-presidente interino da Ancine”, afirmou.

 

   O evento foi transmitido ao vivo e pode ser encontrado no canal do Youtube da Câmara dos Deputados: https://www.youtube.com/watch?v=Yx5EAY91ztQ&feature=emb_logo

 

   Guerra contra a cultura brasileira

Um dos capítulos mais tristes da gestão do Presidente Jair Bolsonaro é a guerra contra a cultura brasileira. Desde o início de 2019, inúmeras ações foram empreendidas pelo governo para enfraquecer a indústria audiovisual, de que são alguns exemplos a inexplicável demora na convocação da reunião deliberativa do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual, o interesse transferir para Brasília a sede da agência e o embate contra a prorrogação dos benefícios fiscais do Recine e da Lei do Audiovisual.

Calero comanda reunião técnica virtual sobre Agência Nacional do Cinema

Deputado lamentou a ausência do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, e do diretor-presidente interino da Ancine, Alex Braga

 21 de setembro de 2020

Logo Marcelo Calero