Têm início as ações de trabalho da

Frente Parlamentar da Economia Criativa

Deputados federais visitaram polos da economia criativa no Rio e se reuniram para discutir atividades para o segundo semestre

      Nos dias 29 e 30 de agosto, no Rio de Janeiro, foram realizadas as primeiras ações de trabalho da Frente Parlamentar Mista da Economia Criativa, uma associação sem fins lucrativos suprapartidária. Integrada por deputados federais e senadores, a FECriativa tem o objetivo de propor, promover, acompanhar e defender ações, políticas públicas e proposições que possam reforçar o papel e a importância das atividades culturais para o desenvolvimento do País. Deputados se reuniram no Rio para discutir o plano de trabalho da Frente e visitaram polos da economia criativa, tais como Casa Firjan, Associação dos Produtores de Teatro, Fábrica da Behring, Museu do Amanhã e Estúdios Globo.

 

      Criador e presidente da Frente, o deputado federal Marcelo Calero (Cidadania RJ) destaca a economia criativa como vetor de desenvolvimento essencial, gerador de emprego e de renda. "Quando a gente fala de economia criativa, a gente fala dos vários setores dos nossos saberes, dos nossos fazeres, que podem gerar emprego e renda. A gente fala de gastronomia, moda, design, games, audiovisual, a gente fala de biblioteca, de leitura, da diversidade dos nossos territórios, a gente fala de patrimônio histórico, enfim, de todo esse arcabouço que vem da nossa trajetória enquanto povo, da nossa trajetória civilizatória, e que, hoje, reproduzem e se refletem em fazeres, em aprendizados, em produtos. E produtos que, portanto, geram emprego e renda", explica.

 

      A indústria criativa foi responsável por injetar R$ 171 bilhões na economia brasileira em 2017, o montante foi equivalente a 2,6% do PIB do País daquele ano. As áreas de audiovisual, artes, patrimônio, música, expressões culturais e artes cênicas empregaram 106 mil pessoas em 2017. E, segundo a Unesco, a cultura gera cerca de 30 milhões de empregos e movimenta R$ 17 bilhões ao ano, no mundo inteiro. 

 

      "A Frente tem por objetivo discutir todos esses setores, fazer com que esse debate esteja presente, também, no Parlamento. Que a gente, na Câmara e Senado, possa apresentar soluções para todos os desafios e obstáculos, que essa diversidade de setores apresenta e, com esse trabalho, a gente possa integrar, também, a sociedade nessa discussão. Quando a sociedade e o Parlamento conseguem levar a frente algum tipo de pauta, a gente tem sempre um resultado muito positivo e exitoso", afirma Calero. 

 

Mais informação sobre a FECriativa estão disponíveis aqui.

28 de agosto de 2019

Logo Marcelo Calero