O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) entrou hoje, 17 de maio, com uma representação ao Ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, solicitando novas diligências em razão dos fatos noticiados pelo jornal Folha de S. Paulo em entrevista concedida pelo empresário Paulo Marinho, colaborador de Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018. As informações divulgadas pelo então apoiador revelaram conexões com a atual investigação no STF que apura interferências políticas na Polícia Federal.

 

    A ação apresentada pelo deputado Marcelo Calero tem por objetivo trazer esclarecimentos sobre a afirmação de que a Polícia Federal do Rio de Janeiro antecipara a Flávio Bolsonaro, filho do presidente, a informação de que Fabrício Queiroz, seu ex-assessor, e Nathalia Melo de Queiroz, sua filha, então assessora de Jair Bolsonaro, seriam alvos de operação policial. A operação “Furna da Onça” teria sido adiada para depois do 2º Turno das eleições presidenciais, a fim de blindar Jair Bolsonaro e evitar impacto negativo do caso no resultado das eleições, segundo Paulo Marinho.

 

   Nesse sentido, solicita que sejam ouvidas as personagens mencionadas na entrevista concedida pelo empresário, como os ex-assessores Fabrício Queiroz e Nathalia de Melo Queiroz, os advogados Antonio Pitombo e Vitor Alves, bem como o delegado Alexandre Ramagem, além de que seja expedido mandado de busca e apreensão do telefone celular que pertencera a Gustavo Bebbiano, já falecido, e que conteria provas de interesse da investigação.

Confira a íntegra do documento:

- Representação para solicitar a realização de diligências urgentes tendo em vista os fatos noticiados pelo jornal Folha de São Paulo que se revelam conexos ao objeto da presente investigação que apura interferência política na Polícia Federal

Calero solicita ao Ministro Celso de Mello novas diligências na investigação do STF que apura interferência política na Polícia Federal

A representação apresentada pelo parlamentar destaca os fatos noticiados pelo jornal Folha de S. Paulo em entrevista concedida por um dos mais próximos apoiadores de Jair Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018

17 de maio de 2020

Logo Marcelo Calero